Katy Perry diz que “não teria sobrevivido” sem comunidade LGBTQIA+

    Veja também

    Em entrevista, cantora reconheceu a importância da diversidade em sua carreira: “esse é meu povo”

    A cantora Katy Perry declarou que “não teria sobrevivido” sem a comunidade LGBTQIA+. A afirmação foi feita à revista Out, para onde comentou a importância da diversidade em sua vida e carreira.

    Katy Perry (Reprodução/Instagram)

    “Eu vim de uma criação muito protegida, onde não era bom ser amigo de ninguém da comunidade. E agora eu pertenço a essa comunidade”, disse.

    Katy Perry (Reprodução/Instagram)

    Filha de pastores evangélicos, Katy Perry alçou a fama em 2008, quando lançou o single “I Kissed a Girl”, sobre sua experiência com a bissexualidade. Desde então, ela conta, foi abraçada pela população LGBTQIA+.

    “Esse é o meu show, esse é o meu povo. É meu cotidiano, está em minha casa, em meu trabalho”, declarou, “Eu não teria sobrevivido sem a comunidade e não poderia, honestamente”.