Jogador inglês Conor Coady fala sobre inclusão de pessoas LGBTQIA+ no futebol

    Veja também

    Capitão do Wolverhampton Wanderers declarou a portal: “a palavra equidade é gigante para mim”

    Conor Coady (Divulgação)

    O jogador inglês Conor Coady, que atua como capitão do Wolverhampton Wanderers, os Wolves, falou essa semana sobre a aceitação de jogadores gays no futebol. Em entrevista ao portal Goal, Coady disse que o esporte deveria “fazer o possível para que todos sintam-se incluídos”.

    “Equidade é uma grande palavra e quando o tema é [a população] LGBTQ, eu defendo que todos sejam envolvidos. Deve ser horrível querer assistir ou jogar futebol e não sentir-se parte disto. A palavra equidade é gigante para mim, e é importante que eu possa ajudar qualquer um de qualquer forma”, comentou o atleta.

    Coady foi eleito este ano como Aliado para o Futebol no British LGBT Awards

    Coady foi eleito este ano como Aliado para o Futebol no British LGBT Awards, grande prêmio de diversidade na Grã-Bretanha, por seu envolvimento no evento Rainbow Laces onde declarou que qualquer jogador que tivesse problemas referentes a sexualidade ou identidade poderia ter nele um confidente.

    “Como um jogador, eu digo somente a quem queira se assumir, conversar ou papear sobre alguma coisa, que nosso vestiário estará aberto”, disse o jogador ao portal Goal.

    No Brasil, o futebol segue sendo arena para idas e vindas no tocante aos direitos LGBTQIA+. Apenas na última semana, o Supremo Tribunal de Justiça Desportiva multou o Flamengo em R$ 50 mil por cantos homofóbicos de sua torcida, enquanto o Conselho Deliberativo do Sport Recife optou por uma advertência por escrito a um conselheiro que declarou ofensas homofóbicas ao ex-BBB Gil do Vigor.