Tóquio passará a reconhecer união de pessoas do mesmo sexo

    Veja também

    Governadora afirmou nesta quarta que a cidade deverá avançar em pauta LGBTQIA+ ainda neste ano fiscal

    A governadora de Tóquio, Yuriko Koike, declarou que a cidade passará a reconhecer a união de pessoas do mesmo sexo. O anúncio, feito nesta quarta (8) é tido como um avanço importante no Japão, que ainda não reconhece o casamento homoafetivo.

    Tóquio passará a reconhecer a união de pessoas do mesmo sexo (Getty Images)

    “Em resposta aos desejos dos residentes de Tóquio e daqueles afetados por este problema, desenvolveremos um princípio básico para reconhecer as uniões do mesmo sexo neste ano fiscal”, declarou a governadora.

    A lei do Japão determina como casamento a união exclusiva entre pessoas de sexos opostos. O país é o único do G7 a não reconhecer nenhum direito nesse sentido.

    Ativistas japoneses, que têm protestado pelo avanço dos direitos da população LGBTQIA+, comemoraram a notícia, mas reforçaram que o reconhecimento da união ainda não teria o mesmo peso de um casamento.

    Tóquio passará a reconhecer a união de pessoas do mesmo sexo (Getty Images)

    Sem uma legislação nacional, cidadãos LGBTQIA+ japoneses são reconhecidos com certificados locais de união, mas que não têm efeito legal em todo o país.