Suíça aprova lei e casamento igualitário passa a valer em julho

    Veja também

    País já reconhecia união civil desde 2005, mas nova proposta estende direitos como adoção conjunta a casais LGBTQIA+

    Uma lei que define o casamento igualitário começará a entrar em vigor na Suíça no próximo dia 1º de julho. O anúncio foi feito nesta quarta (17) pelo governo do país, que também passará a reconhecer uniões de pessoas do mesmo sexo oficializadas em outros países a partir de 1º de janeiro de 2022.

    Casamento igualitário entra em vigor no próximo dia 1º de julho (Getty Images)

    A proposta de lei “Casamento para Todos” chegou a ser aprovada por congressistas suíços em 2020. Entretanto, opositores da medida conseguiram reunir 50 mil assinaturas contrárias ao projeto, que seguiu para um referendo público. Realizada em setembro, a pesquisa foi aprovada com a maioria absoluta dos votos.

    A Suíça reconhece a união de casais homossexuais desde 2005. No entanto, o casamento civil, que garante direitos como a adoção conjunta de crianças, ainda não havia sido aprovado.

    De acordo com uma pesquisa promovida em 2020 pela organização Pink Survey, 80% da população do país é favorável ao casamento igualitário – inclusive com grande taxa de apoio entre conservadores.