Secretário ameaça veículos por notícia de campanha de Papai Noel gay

    Veja também

    André Porciúncula estaria verificando cada notícia sobre propaganda norueguesa: “a mídia tem que respeitar a fé cristã”

    André Porciúncula, Secretário Nacional de Incentivo e Fomento à Cultura, publicou, na última sexta (26) uma ameaça às mídias que fizerem matérias sobre um comercial norueguês que inclui um Papai Noel gay.

    “Estou verificando cada veículo de mídia que divulgou a cena do São Nicolau (Papai Noel). O santo é parte integrante da fé cristã, e, até onde eu sei, desrespeitar a fé alheia ainda é crime. Farei uma notícia-crime contra os envolvidos. A mídia tem que respeitar a fé cristã”, escreveu o Secretário, que é ex-capitão da Polícia Militar da Bahia e considerado um braço direito do Secretário da Cultura e ex-ator Mário Frias.

    Nomeado Secretário e, abril de 2020, o ex-capitão tornou-se conhecido por alguns episódios polêmicos nos quais se envolveu, incluindo o apoio à rejeição a um filme sobre o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso pela Ancine.

    Dessa vez, o ataque acontece aos veículos que noticiaram a campanha da agência de Correios da Noruega, que em 2021 fala do Natal mostrando um Papai Noel gay. O vídeo mostra o encontro de um homem de meia idade, Harry, com o Papai Noel. Um ano depois, Harry escreve uma carta para o bom velhinho declarando-se e dizendo que o que ele quer de Natal é o próprio Noel. Ao fim, os dois acabam ficando juntos.

    Para ver o vídeo na íntegra, clique abaixo: