Uruguai registra queda em diagnósticos anuais de HIV

    Veja também

    Em 2020, o país apresentou discreta redução no número de novos casos; número de mortes também caiu

    O Uruguai registrou uma queda discreta na taxa de diagnósticos de HIV em 2020. O país, que teve uma média 902 novos casos por ano desde 2016, diagnosticou 876 pessoas no ano passado, baixando a taxa de notificação.

    Atualmente, o Uruguai possui 12.224 pessoas convivendo com o vírus, o que corresponde a 0,4% de sua população (3,5 milhões de habitantes). Destas, 71% estão em dia com o tratamento de antirretrovirais, que auxiliam na queda da carga viral e da transmissibilidade do vírus.

    Uruguai registrou queda em diagnósticos e mortes por HIV/Aids em 2020 (Getty Images)

    De acordo com o relatório “Situação Epidemiológica do no Uruguai”, do Ministério da Saúde Pública (MSP), a queda poderia estar vinculada com a redução no número de testes realizados no ano de 2020, em decorrência da pandemia de covid-19.

    Segundo o mesmo relatório, homens são os mais afetados pelo vírus, com 70% do total de diagnósticos em 2020. A média de idade para o diagnóstico é de 38 anos. Já a mortalidade em decorrência das complicações da Aids foi a menor dos últimos cinco anos, com 152 perdas registradas. Deste total, 25 seriam de pacientes diagnosticados no mesmo ano, já em estágio de Aids.