Rio lança campanha de prevenção ao HIV

    Veja também

    Prefeitura usou Dia Mundial de Combate à Aids para anunciar “Livre é Saber”, ação de conscientização e diagnóstico precoce

    A Prefeitura do Rio usou o dia 1º de dezembro para lançar uma ação de prevenção contra o HIV/Aids, a campanha “Livre é Saber”. A ideia é incentivar a testagem periódica de toda a população sexualmente ativa e o diagnóstico precoce da doença, que seria “fundamental” para a qualidade de vida dos portadores, como esclarece o o secretário municipal de Saúde do Rio, Daniel Soranz:

    “Um paciente que segue corretamente o tratamento pode chegar a uma carga viral indetectável e não transmite mais o vírus. Testar é garantir segurança e qualidade de vida”, diz ele. Soranz ainda explica que as unidades de Atenção Primária do município estão preparadas para acolher os usuários e realizar a testagem de diferentes ISTs. Além disso, diz, o SUS garante o tratamento gratuito, que é feito com a combinação de medicamentos que são bem aceitos e apresentam “efeitos colaterais mínimos”.

    De acordo com o secretário, a campanha deve mirar no diálogo aberto com a população “de maneira fluida e natural sobre um tema que, infelizmente, para alguns ainda é tabu”. “Desmistificar os mitos em torno da infecção pelo HIV é essencial para um efetivo combate ao preconceito.”

    Segundo o coordenador executivo da Diversidade Sexual, Carlos Tufvesson, a estimativa do Ministério da Saúde é de que, hoje, cerca de 135 mil brasileiros vivem com HIV/Aids sem saber que estão infectados. Um relatório da UNAIDS, agência da ONU, afirma que no mundo são 6 milhões de portadores não diagnosticados.

    “Temos que naturalizar a testagem: não existe grupo de risco, mas sim comportamento de risco, e toda pessoa sexualmente ativa deve se testar a cada seis ou doze meses, ainda mais sendo o teste tão acessível na nossa rede de Atenção Primária à Saúde. Quanto mais cedo se descobre a infecção, melhor será a qualidade de vida do paciente”, diz Tufvesson.

    A campanha “Livre é Saber” é uma ação conjunta entre a Secretaria Municipal de Saúde e a Secretaria Municipal de Governo e Integridade Pública (SEGOVI), por meio da Coordenadoria Executiva de Diversidade Sexual.