Fluminense, Corinthians e outros seis clubes são denunciados por cantos homofóbicos

    Veja também

    Notícias de Infração protocoladas por coletivo de torcidas LGBTQIA+ pedem a punição de times por hinos ofensivos de torcidas

    Fluminense, Internacional, Corinthians e outros cinco clubes foram denunciados pelo Coletivo de Torcidas Canarinhos LGBTQ por cantos homofóbicos de suas torcidas. A prática é condenada desde 2019 pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) e enquadrada no artigo 243-G por ato discriminatório. As punições previstas para os casos vão de multas a perda de pontos.

    A medida foi tomada na última segunda (6), com o protocolo de sete Notícias de Infração (levar o caso ao conhecimento da Justiça). Além dos clubes acima, também são citados o Náutico, o Ceará, o Atlético (MG), o Remo e o Paysandu.

    Os casos serão analisados pelo procurador-geral Ronaldo Piacente, que definirá se há comprovação da infração e oferece denúncia em cada pedido ou se arquiva.

    Em nota, o coletivo afirmou que reitera “o nosso repúdio a esses e outros atos de preconceito praticados no futebol e esperamos que os clubes e federações tomem medidas mais enérgicas no intuito de combater tais práticas que fazem com o futebol continue sendo um ambiente violento para pessoas LGBTQIAP+”.

    “O STJD já mostrou em decisão anterior que a justiça desportiva não tolerará atos desse tipo, ao punir com veemência o Flamengo, configurando o primeiro clube punido na história pelo tribunal enquadrado na prática de homofobia pelo artigo 243-G do CBJD”.

    A punição acima se refere à decisão tomada no começo de novembro, quando o Flamengo foi multado em R$ 50 mil por causa dos cantos homofóbicos da torcida na partida contra o Grêmio.