Site de festival LGBTQIA+ é derrubado na Rússia

    Veja também

    Oficiais teriam banido a página sem aviso prévio; por nota, organização do evento diz que vai acionar justiça

    O site de um festival de cinema LGBTQIA+ foi tirado do ar na Rússia. Das principais (e raras) plataformas de fomento à diversidade no país desde 2008, o Side by Side teve sua página interditada por oficiais do governo sem aviso prévio.

    Organizadores do festival dizem que a ação ocorreu após reclamações de grupos conservadores do país. Em nota, eles dizem que consideram a decisão ilegal:

    “Consideramos a decisão de bloquear nossa página ilegal – não recebemos um aviso prévio do Roskomnadzor [o Serviço Federal de Supervisão de Comunicações], nem a chance de defender nosso caso nos tribunais”, lê-se a nota. No aviso, o grupo ainda afirma que está buscando aconselhamento com a equipe jurídica do festival.

    Desde 2013, a Rússia enfrenta as consequências da decisão do país de banir o que considera ser conteúdo de “propaganda homossexual”. Recentemente, grupos conservadores têm buscado estender a restrição à “propagando #bissexual” e à “propaganda poliamorosa”.

    A gestão de Vladmir Putin ainda baniu o casamento homoafetivo no país e outros mecanismos de proteção à comunidade após um referendo nacional em 2020.

    A versão do site em inglês ainda está disponível, assim como o perfil do festival no Instagram.