Mauro Sousa fala sobre personagem gay na Turma da Mônica: “sinto que falta”

    Veja também

    Filho de Mauricio de Sousa defendeu a diversidade nos quadrinhos em entrevista à Veja

    Mauro Sousa, filho do cartunista Mauricio de Sousa, disse que sente falta de um personagem gay na Turma da Mônica. A declaração veio em entrevista à revista Veja, onde Mauro comentou a suposta influência de personagens LGBTQIA+ sobre a sexualidade das crianças e sua própria formação.

    “A diversidade sempre esteve presente na Mauricio de Sousa produções. São mais de 400 personagens de várias idades, etnias, enfim, cada um do seu jeitinho. Não será diferenre agora, mas, com certeza, sinto que falta um personagem gay”, disse Mauro.

    Mauro Sousa (Reprodução/Instagram)

    Aos 34 anos, Mauro foi a inspiração para o personagem Nimbus na história da Turma da Mônica. Há alguns anos, ele fala abertamente sobre sua homosexualidade. Recentemente, seu pai, Mauricio, afirmou estar preparando a adição de um novo personagem inspirado no rapaz, dessa vez um membro gay para a turma: “É uma ideia linda e um gesto de amor e carinho do meu pai”.

    Na entrevista, Mauro ainda foi questionado sobre os comentários homofóbicos do jogador de vôlei Mauricio Souza sobre a versão bissexual do Superman nos quadrinhos. Sem adereçar o atleta, Mauro limitou-se a dizer que “homofobia não é opinião”. “Preconceito não é liberdade de expressão e nem pode ser naturalizado. Homofobia é crime e cabe, sim, aos órgãos competentes tomar alguma medida diante do homofóbico. E quem fez os comentários preconceituosos deve pagar pelos seus atos”.