Mateus Solano defende representatividade LGBTQIA+ na TV

    Veja também

    Em entrevista a podcast, ator refletiu sobre a diferença entre intérprete e personagem e falou a inclusão de uma parcela de atores diversos nas produções

    Mateus Solano comentou a importância da inclusão de atores LGBTQIA+ na televisão brasileira. O ator, que deu vida ao vilão gay Félix da novela Amor à Vida (2013), disse, em entrevista ao podcast Novela das Nove que é preciso ter mais representatividade nas telas e usou a novela Quanto Mais Vida, Melhor, no ar na Rede Globo, como exemplo:

    “Quando nós falamos de representatividade, estamos falando de papel para eles. Isso é uma coisa que acontece de uma forma super suave. Em Quanto Mais Vida, Melhor, temos a participação de três atrizes trans, e ninguém fala sobre”, disse.

    Mateus Solano e Thiago Fragoso em ‘Amor à Vida’ (Reprodução)

    Na entrevista, Solano ainda refletiu sobre a inclusão de uma parcela de atores LGBTQIA+ nas tramas:

    “A gente precisa ter uma cota, digamos, de ter as minorias, mais representatividade. Personagem é personagem para o intérprete, não precisa saber a sexualidade.”