Autor denuncia censura de beijo gay em novela da Record

    Veja também

    Tiago Santiago revelou em entrevista que emissora interferiu em trama LGBTQIA+ de Os Mutantes

    O roteirista e autor Tiago Santiago revelou, nesta terça (14) que a Record censurou um romance LGBTQIA+ na novela Os Mutantes. Ao site Notícias da TV, Santiago disse que a emissora chegou a proibir um beijo gay na trama.

    “A maior interferência foi não deixarem fazer o beijo gay, uma bobagem”, afirmou o autor. O beijo em questão ocorreria entre os personagens Danilo (Cláudio Heinrich) e Bené (Deo Garcez).

    Cláudio Heinrich na era ‘Os Mutantes’ (Reprodução)

    “Vejo com preocupação o movimento de substituição de profissionais de TV, em todas as áreas, por pessoal da IURD [Igreja Universal do Reino de Deus]”, refletou Santiago, que posteriormente chegou a incluir um beijo entre mulheres na novela Amor e Revolução, do SBT.

    Na entrevista, Tiago, que deixou a teledramaturgia em 2015, chegou a nomear profissionais que, segundo ele, depunham contra o profissionalismo da emissora.

    “Tive problemas durante o tempo em que estive lá, por incompetência do Honorilton Gonçalves e do Hiran Silveira, como falta de pontualidade para entrar com o produto no ar, comerciais de seis a sete minutos.”