Câmara Municipal de Ribeirão Preto aprova moção contra comercial norueguês

    Veja também

    Moção de repúdio a propaganda com Papai Noel gay foi criticada por entidades e pela OAB

    Depois de ser atacado pelo Secretário Nacional de Incentivo e Fomento à Cultura, André Porciúncula, o comercial norueguês com um Papai Noel gay ganhou mais detratores na política brasileira. A Câmara Municipal dos Vereadores de Ribeirão Preto aprovou, nesta terça-feira, 30, uma moção de repúdio aos Correios da Noruega pela veiculação da propaganda.

    André Rodini, do Novo: o autor da moção (Reprodução)

    Proposta pelo vereador André Rodini (Novo), a moção foi aprovada por 6 votos a 5. Em seu argumento, Rodini afirmou: “Eles poderiam ter utilizado Odin, Thor, qualquer outro mito da religião nórdica. O Papai Noel não é mais uma representação cristã, ele é uma representação universal. Na cabeça das crianças, ele representa o lúdico”.

    A moção foi criticada por vereadores. Duda Hidalgo (PT) questionou se o repúdio ao comercial norueguês seria função da Câmara de Vereadores da cidade: “Quanto custa enviar uma moção para a Noruega? Vocês acham que esse é o papel da Câmara de Ribeirão Preto?”

    Votaram a favor da moção André Rodini (Novo), Gláucia Berenice (DEM), Brando Veiga (REP), Franco Ferro (PRTB), Bertinho Scandiuzzi (PSDB) e Maurício Vila Abranches (PSDB). Votaram contra Judeti Zilli (PT), Luís França (PSB), Marcos Papa (CID), Duda Hidalgo (PT) e Ramon Faustino (Psol). Abstiveram-se Jean Corauci (PSB), Matheus Moreno (MDB), Maurício Gasparini (PSDB), Paulo Modas (PSL) e Renato Zucoloto (PP).

    De acordo com o portal local A Cidade On, a ONG Arco Íris e a subseção de Ribeirão Preto da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) repudiaram a moção aprovada pela Câmara Municipal.

    Apesar de veiculado nacionalmente, o comercial norueguês com o Papai Noel gay despertou opiniões na política brasileira. Citando a defesa à fé cristã Secretário Nacional de Incentivo e Fomento à Cultura, André Porciúncula, ameaçou na última semana os veículos que noticiarem a ação no Brasil.