Saúde mental LGBTQIA+ no pós-pandemia

    Veja também

    #superação #pandemia #lgbtqia #amigues #famíliaê

    » 17 NOV | QUARTA-FEIRA, às 18h @ YOUTUBE MIXBRASIL (60’)
    Acessibilidade: Libras

    A despeito da falsa ideia, propagada num primeiro momento, de que o Covid-19 era um “vírus democrático”, a realidade demonstrou que diferentes marcadores sociais impactam a população de maneiras distintas. Com isso, diversos tensionamentos vem à tona: da falta de redes de apoio às relações familiares conturbadas, a precarização do trabalho e o aumento dos níveis de insegurança alimentar – muitos foram os sintomas que afetaram nossas subjetividades e acenderam um sinal de alerta de que as coisas não iam nada bem. Nesse sentido, é urgente que lancemos um olhar à saúde mental das LGBTQIA+, constantemente “esquecida no churrasco”. A partir desta roda de conversa propomos uma reflexão sobre os caminhos, individuais e coletivos, para sobrevivermos à terra arrasada do pós-pandemia.

    Yuri Tripodi

    Yuri Tripodi: Artista translinguagem. Pessoa trans não binárie (gênero fluido), racializada, nordestina, louca como ética de existência e portadora de transtornos mentais, candomblecista. Intersecciona linguagens artísticas em sua criação. Vida em intento libertário. Insurrecionária e insubmissa. Chama acesa. Autora do livro “O corpo da loucura na contemporaneidade: um manifesto autoetnográfico”.