Veja também

    » até 22/11 ou até esgotarem os acessos

    CLIQUE AQUI PARA ASSISTIR

    Classificação: 12 anos

    DIREÇÃO: Bennett Singer, Patrick Sammon
    PAÍS: EUA
    ANO: 2020
    DURAÇÃO: 80′

    Elenco/Cast: Harry Adamson, Gary Alinder, Dr. Robert Campbell, Ronald Gold, Dr. Richard Green, Dr. Lawrence Hartmann, Rev. Magora Kennedy, Don Kilhefner, Kay Lahusen, Dr. Saul Levin, Dr. Richard Pillard, Dr. Charles Silverstein, Richard Socarides
    Roteiro/Screenplay: Bennett Singer, Patrick Sammon
    Fotografia/Cinematography: Sam Henriques
    Montagem/Editing: Steve Heffner
    Música/Music: Ian Honeyman
    Produção/Production: Bennett Singer, Patrick Sammon

    SINOPSE: Débil mental. Aberração. Doente. E que precisa de cura. Estes foram alguns dos termos psiquiátricos utilizados para descrever lésbicas e homens gays nos anos 1950, 1960 e começo dos anos 1970. Conforme estabelecido pela classe médica, toda pessoa gay – não importa quão bem ajustada – sofre de uma desordem mental. E já que lésbicas e homens gays eram “doentes”, o avanço em direção à igualdade era impossível. Este documentário narra a batalha travada por um pequeno grupo de ativistas contra uma instituição aterrorizante – e a vitória crucial que obtiveram no moderno movimento LGBTQIA+ por igualdade. Melhor documentário pela escolha do público do Frameline, seleção oficial do OutFest.
    Filmografia:
    Bennett Singer
    2012 Electoral Dysfunction

    Artigo anteriorCaminhos Esquecidos
    Próximo artigoEllie & Abbie