Ícone Mix 2019

    Veja também

    DaBaby não procurou ONGs de combate ao HIV após promessa

    Músico teria se comprometido a auxiliar três instituições após...

    Valentina Sampaio relembra demissão por transfobia no início da carreira

    Modelo brasileira relatou em podcast início "desafiador" na indústria...

    Mateus Solano defende representatividade LGBTQIA+ na TV

    Em entrevista a podcast, ator refletiu sobre a diferença...

    São Paulo retoma campanha +Dias -AIDS +Liberdade

    Ativista Heitor Werneck retoma ação de conscientização, prevenção e...

    Rio lança campanha de prevenção ao HIV

    Prefeitura usou Dia Mundial de Combate à Aids para...

    MARINA LIMA

    No ano em que seu primeiro álbum Simples Como Fogo completa 40 anos, Marina Lima é também tema do documentário Uma Garota Chamada Marina que faz parte da Mostra Competitiva Brasil – Longas do 27º Festival MixBrasil. Através dos olhos do diretor Candé Salles, conhecemos melhor as motivações de sua trajetória, vida pessoal e iluminada carreira. Impossível não ser pessoal ao falar daquela que marcou a vida de tanta gente por nunca se conformar com rótulos mas sempre ter se posicionado sobre o que ama e acredita.

    Mais que compositora e voz de músicas que são hinos de várias gerações, Marina faz parte do imaginário como a representação da gata talentosa e inquieta movida pela necessidade de questionar e evoluir.

    Após Gus Van Sant e João Nery, homenageados do prêmio nas duas primeiras edições, Marina Lima é Ícone Mix em 2019 e sempre.

    Previous articlePremiação 2019
    Next articleApoiadores