Maria Que Virou Jonas Ou A Força Da Imaginação

    Veja também

    Maria Que Virou Jonas Ou A Força Da Imaginação
    Maria Who Turned Jonas or the Strength of Imagination
    TeatroO texto assinado por Cássio Pires enfoca o tema das identidades móveis, novas configurações para a questão do gênero e os intersexos. No palco, as personagens são dois atores transexuais – Neo Maria (Lúcia Romano) e Jonas Couto (Edgar Castro). Trata-se de um jogo de metateatro, uma peça dentro da peça. Questionando o que se entende por identidade, na encenação de Cibele Forjaz o público escolhe qual papel (Ele ou Ela) os atores da peça – interpretados por Lúcia Romano e Edgar Castro – vão viver a cada sessão. Depende da escolha da plateia, que ao chegar, recebe duas senhas – XX ou XY.The text written by Cássio Pires focuses on the topic of mobile identities, new settings to the question of gender and intersex. Onstage, the characters are two transgender actors – Neo Maria (Lúcia Romano) and Jonas Couto (Edgar Castro). It is a metatheatre game, a play within the play. Questioning what identity means, on Cibele Forjaz’s performance, the public chooses which role (He or She) the the actors – played by Lúcia Romano and Edgar Castro – will live in every session. It depends on the choice of the audience, who when arriving receives two passwords – XX or XY.Ficha Técnica:

    Dramaturgia: Cássio Pires
    Direção: Cibele Forjaz
    Atores-criadores: Edgar Castro e Lúcia Romano
    Direção de Movimento: Lu Favoreto
    Cenografia: Márcio Medina
    Figurinos: Fabio Namatame
    Luz: Rafael Souza Lopes
    Direção Musical: Lincoln Antonio
    Sonoplastia: Pepê Mata Machado
    Treinamento Vocal para Canto: Ná Ozzetti
    Produção: Cia. Livre e Centro de Empreendimentos
    Artísticos Barca
    Artigo anteriorMarica
    Próximo artigoHomens Nas Cidades