Itaú Cultural Play estreia mostra com 7 filmes que abordam a cultura lésbica

Além da seleção que reúne sete filmes de diretoras lésbicas, o Itaú Cultural Play estreia o o clássico “Copacabana mon amour”, do diretor Rogério Sganzerla

LEIA TAMBÉM

- Publicidade -
- Publicidade -

A partir desta sexta-feira (29), a plataforma de streaming Itaú Cultural Play apresenta uma programação especial que tem a diversidade como protagonismo. Em sinergia com a 9ª edição da mostra Todos os Gêneros do Itaú Cultural, a seleção reúne sete filmes de diretoras lésbicas cujas histórias trazem um olhar original e desafiador sobre suas experiências pessoais e da população LGBTQIA+. Em outro recorte, o clássico “Copacabana mon amour”, do diretor Rogério Sganzerla, passa a integrar a mostra Histórias do Cinema Brasileiro na plataforma. 

Entre os filmes apresentados estão “Cassandra Rios: a Safo de Perdizes, dirigido por Hanna Korich. O documentário mergulha na vida e legado da primeira autora brasileira a escrever sobre o universo LGBTQIA+. O segundp curta é “Trópico de Capricórnio”, de 2020, onde Juliana Antunes é a autora e a personagem da própria história – com falas em primeira pessoa, a diretora mostra fotos e vídeos de sua infância com familiares e paqueras da adolescência, que documentam seu reconhecimento como mulher lésbica.

Copacabana Mon Amour (Foto: Reprodução)

Com direção de Bruna Barros e Bruna Castro, “À beira do planeta mainha soprou a gente” é mais curta-metragem que mostra uma história de afeto entre duas mulheres e suas mães.  Em seguida, vem o filme “A felicidade delas”, dirigido por Carol Rodrigues, que mostra o encontro amoroso entre duas pessoas negras e apresenta um retrato do preconceito e da luta das mulheres pelo direito de existir. 

Outro curta-metragem que integra a lista é “Fragmentos”,um manifesto sobre as mulheres e a liberdade de seus corpos, dirigido pelas cineastas Karen Antunes, Nyandra Fernandes e Viviane Laprovita. Ficção e realidade se misturam no curta “Minha história é outra”, de Mariana Campos, que revela o cotidiano de dois grupos de mulheres negras e lésbicas que vivem no Morro da Otto, em Niterói. 

O primeiro curta-metragem de Julia Katharine, “Tea For Two, de 2018, fecha a lista.  A obra é uma comédia dramática que se desenvolve em torno de um triângulo amoroso entre duas mulheres e uma trans. O filme acompanha a história de Silvia, uma cineasta de meia-idade em crise com sua vida pessoal e profissional.

Tea For Two (Foto: Reprodução)
MixBrasil
MixBrasil
Fundado em 1994, o MixBrasil é o primeiro portal de informações e cultura LGBTQIA+ do Brasil

Deixe uma resposta

- Publicidade -
- Publicidade -

Latest News

Maior concurso gay do país acontece em Juiz de Fora com participação de Gloria Groove

Depois de dois anos, o concurso "Miss Brasil Gay" retoma a sua história de glamour

More Articles Like This

- Publicidade -