Corre Coletivo Cênico realiza encontros de trocas de afetos e histórias de homens gays

As rodas de conversas debaterão direitos diversos como ao amor e liberdade de expressão, à vida, à família, entre outros

LEIA TAMBÉM

- Publicidade -
- Publicidade -

O CORRE Coletivo Cênico apresenta a segunda temporada de encontros de afetos de homens gays “CORRE PRA SENTIR”, a ser realizado quinzenalmente a partir da próxima quinta-feira (21), até 29 de outubro, em locais que transversalizam histórias e discursos com as temáticas de direito à vida, ao amor e liberdade de expressão, à família, à saúde, à moradia e dignidade, à fé, à educação e cultura, por fim, à segurança e justiça.

O “CORRE PRA SENTIR” são rodas de conversas que decorrem de práticas corporais e jogos teatrais utilizados como disparadores de memórias para trocas de afetos e histórias de vida. “É um espaço de acolhimento, para se conhecer e se reconhecer a partir da história do outro“, explica o integrante do CORRE, Rafael Brito

Para participar dos encontros a única exigência é que seja homem gay – cis ou trans. As datas com respectivas temáticas e espaços de realização podem ser consultados no perfil do instagram do coletivo @corre_ba. Vale ressaltar que, nesta temporada, os encontros contarão com convidados gays que irão expor de forma mais diretiva os direitos supracitados, assim como, irão partilhar também suas histórias.

A fim de criar maior vínculo com os homens gays interessados em participar dos encontros do “CORRE PRA SENTIR”, o Coletivo solicita que possam preencher o rápido formulário disponível em seu perfil do Instagram. O preenchimento não é obrigatório para participar dos encontros que acontecem gratuitamente, ele auxiliará na difusão de informações específicas dos encontros, como horários e dias que podem ser alterados em virtude da disponibilidade dos locais de realização. 

No mais, é só chegar e participar. Pedimos que cheguem com roupas confortáveis, logo que, temos práticas corporais antes dos bate-papos. O CORRE PRA SENTIR é um espaço de afirmação do sujeito-coletivo a partir de seus afetos e memórias. É um lugar que prima pela segurança e acolhimento, portanto, não se preocupem: o que acontece nos encontros fica nos encontros“, pontua Luiz Antônio Sena Jr., integrante do coletivo.

Encontros – Programação (sujeita à alteração)

23 de julho – Direito ao amor e a liberdade de expressão – “Até quando vão nos dizer como amar?”
04 de agosto – Direto à vida – “Existir ou Re-existir?
18 de agosto – Direito à família – “Quem te dá colo?
01 de setembro – Direito à Fé – “Quem é você no jogo da fé?
17 de setembro – Direito à saúde – “Como você se cuida?”
29 de setembro – Direito à moradia e dignidade – “Onde você se faz morada?
13 de outubro – Direito à segurança e justiça – “Quem segura sua mão?
29 de outubro – Direito à educação e cultura – “Conhecimento é poder?

MixBrasil
MixBrasil
Fundado em 1994, o MixBrasil é o primeiro portal de informações e cultura LGBTQIA+ do Brasil

Deixe uma resposta

- Publicidade -
- Publicidade -

Latest News

Maior concurso gay do país acontece em Juiz de Fora com participação de Gloria Groove

Depois de dois anos, o concurso "Miss Brasil Gay" retoma a sua história de glamour

More Articles Like This

- Publicidade -