Documentário retrata diferentes vivências LGBTQIA+ no bairro paulistano do Jaraguá

Produzido pelo coletivo multiartístico Descompanhia (Biu)tifol, o documentário "Jaraguayanna" estreia com exibições presenciais e online

LEIA TAMBÉM

- Publicidade -
- Publicidade -

O coletivo multiartístico Descompanhia (Biu)tifol estreia o documentário “Jaraguayanna“, que terá exibições presenciais nesta quinta-feira (23), às 20h, no Fofão Rock Bar, e sexta-feira (24), no mesmo horário, no Galpão Casa 1. Em seguida, a obra terá exibições online nos canais do YouTube da própria companhia e de coletivos parceiros.

De acordo com a produção, documentário tem como objetivo “abordar assuntos como a sensação de pertencimento ao espaço que se mora, de propor experiências mais aprofundadas sobre as vidas de pessoas LGBTQIA+ localizadas em contextos diversos e também de oferecer ao público um imaginário que distancie as sexualidades e identidades de gênero não hegemônicas do sofrimento e da dor”.

Com direção geral de Victor Pessoa e direção de arte de Airton Cruz, “Jaraguayanna” traz registros sobre as vivências de seis pessoas residentes do bairro Jaraguá, em São Paulo, que vivem realidades muito distintas entre si: Angel é uma mulher trans de 46 anos; Carla é uma mulher travestigênere, estudante; Duda é uma pessoa gay; Luisa é bissexual; Rafa Kaje é bissexual, não-binário e indígena do povo guarani; e Vitor é uma pessoa não-binária.

Jaraguayanna (Foto: Divulgação)

Segundo o diretor geral, a ideia era trazer um lado polidimensional sobre essas experiências de vida, onde ser uma pessoa LGBTQIA+ não fosse vista como uma identidade única. “Isso não faz com que as dores sejam tratadas de forma leviana, mas sim como algo que não é determinante e que também serve como um propulsor para avançar“, pontua Pessoa. Já o fato do documentário focar em pessoas do Jaraguá tem a ver com o desejo de explorar temas como o pertencimento e o direito à cidade. 

O documentário, elaborado ao longo de um ano e três meses, também foi construído de forma colaborativa, com equipamentos emprestados por coletivos e organizações culturais do bairro do Jaraguá. As pessoas entrevistadas ao longo do processo foram remuneradas. A equipe de “Jaraguayanna” também disponibilizou um profissional de psicologia para ficar à disposição ao longo das gravações.

Por fim, sobre o título do documentário, Pessoa explica: “Queria que esse nome ficasse como forma de nos reinventarmos dentro do bairro. O título faz uma referência ao pajubá e a toda comunidade LGBTQIA+“.

Jaraguayanna (Foto: Divulgação)

Serviço

Exibições de “Jaraguayanna”

[Presencial]

• 23/06, quinta feira, 20h – Fofão Rock Bar (Estrada das Taipas, nº 3827, 02989-140, São Paulo, SP);
• 24/06, sexta-feira, 20h – Galpão Casa 1 (Rua Adoniran Barbosa, nº 151, Bela Vista – São Paulo)

[Exibições online, canais no YouTube]

• 25/06, sábado, 15h – Descompanhia (biu)tifol – Assista aqui
• 25/06, sábado, 20h – Comunidade Quilombaque – Assista aqui
• 26/06, domingo, 15h – Coletivo Salve Kebrada – Assista aqui
• 26/06, domingo, 20h –  Descompanhia (biu)tifol – Assista aqui
• 27/06, segunda feira, 20h –  Descompanhia (biu)tifol – Assista aqui
• 28/06, terça-feira, 20h –  Descompanhia (biu)tifol – Assista aqui
• 29/06, quarta-feira, 20h –  Descompanhia (biu)tifol – Assista aqui
• 30/06, quinta-feira, 20h –  Descompanhia (biu)tifol – Assista aqui

[Disponível online]

01/07, sexta-feira, 20h – Descompanhia (biu)tifol – Assista aqui

MixBrasil
MixBrasil
Fundado em 1994, o MixBrasil é o primeiro portal de informações e cultura LGBTQIA+ do Brasil

Deixe uma resposta

- Publicidade -
- Publicidade -

Latest News

Editoras Ática e Scipione destacam 4 livros infantojuvenis para abordar diversidade sexual e de gênero

Obras trazem representatividade para os jovens leitores e histórias auxiliam famílias a entenderem processos de autoconhecimento de crianças e adolescentes

More Articles Like This

- Publicidade -