Gilead promove iniciativas para acolher a população trans

Com um portifólio de produtos voltados para o tratamento do HIV, a biofarmacêutica também tem desenvolvido ações sociais para acolher pessoas LGBTI+, uma das populações mais afetados pelo vírus

LEIA TAMBÉM

- Publicidade -
- Publicidade -

A inclusão e a diversidade são um dos seus valores, a Gilead Sciences Brasil. Entre as iniciativas desenvolvidas pela empresa está o apoio à 1ª Mostra de Arte Trans Preta, realizada pela ONG Casarão Brasil. O evento teve como objetivo aumentar a inclusão cultural e artística da população paulista trans e preta e mostrar que falar desse grupo não precisa ser um assunto exclusivamente ligado à adversidade.

Levamos exibições de música, performances e poesia, ações de resistência, cidadania, conquista de espaços e luta contra preconceitos, racismo e LGBTIfobia. É muito difícil um apoio para a pauta LGBTI vindo de uma empresa tão grande. Quando temos empresas que estão realmente engajadas com a causa, isso fortalece o nosso trabalho. Só temos encontrado muito carinho e parceria dentro da Gilead nessa luta“, afirma o coordenador do projeto e presidente do Casarão Brasil, Rogério de Oliveira.

A Gilead também criou o programa de capacitação interna Transmutando Vidas, que tem como objetivo informar os colaboradores sobre os desafios de inserção da população trans da sociedade, desde questões sociais, familiares e de saúde até à falta de apoio legal e o estigma enfrentado. “Trouxemos várias vozes da comunidade LGBTI+ para sensibilização dos colaboradores da Gilead e naturalização do olhar, principalmente no sentido de desconstruir preconceitos e estigmas“, esclarece Marília Casseb, diretora de Assuntos Externos da Gilead Brasil.

Além da capacitação interna para os seus colaboradores, a empresa tem no seu portfólio medicamentos voltados para o tratamento do vírus HIV, que impacta majoritariamente a população trans e LGBTI+. Para o diretor geral da Gilead Brasil, Christian Schneider, trabalhar a diversidade de forma interna é uma forma de preparar a empresa para futuramente ter posições de trabalho focadas nessa população.

Queremos que as pessoas LGBTI+ sejam respeitadas e que possam transitar em qualquer ambiente como qualquer um de nós, sem que sejam questionadas ou constrangidas. É um tema transversal que atravessa diversas áreas e queremos aos poucos quebrar os paradigmas internos e sermos capazes de construir um ambiente de acolhimento“, ressalta Schneider.

MixBrasil
MixBrasil
Fundado em 1994, o MixBrasil é o primeiro portal de informações e cultura LGBTQIA+ do Brasil

Deixe uma resposta

- Publicidade -
- Publicidade -

Latest News

Musical sobre vida e obra de Cazuza estreia nova temporada do RJ

"Cazuza – Pro Dia Nascer Feliz, o Musical" faz sua segunda temporada no Teatro Cesgranrio, Rio Comprido (RJ)

More Articles Like This

- Publicidade -