Ex-jogador de futebol revela caso de homofobia em clube inglês: “Não tomam banho com gays”

Patrice Evra também declarou que há, pelo menos, dois jogadores gays por clube

LEIA TAMBÉM

- Publicidade -
- Publicidade -

O ex-jogador de futebol Patrice Evra, ídolo do Manchester United, concedeu uma entrevista ao podcast Mid Point de Gabby Logan e comentou um episódio de homofobia quando era jogador do West Ham United, em 2018.

“Alguém da Federação Inglesa veio e disse: ‘Temos que aceitar todo mundo’. Muitos jogadores diziam: ‘Não, se alguns dos meus companheiros são gays eles têm que sair agora, eu não vou tomar banho com eles'”, disse Evra.

“Eu me levantei e disse a eles: ‘ Cala a boca, cala a boca todo mundo, vocês estão ouvindo uns aos outros?'”, continuou o ex-jogador, dizendo também que alguns de seus colegas gays conversaram com ele. “Eu mesmo, quando os jogadores se dirigiram a mim, eu disse a eles: ‘Cuidado, porque se você falar isso em voz alta, você verá a reação de todos os jogadores, mas eu vou te apoiar e, como tenho poder no vestiário, eu vou te proteger'”, disse.

Evra já tinha declarado anteriormente outros episódios de homofobia. “Há pelo menos dois jogadores por clube que são homossexuais. Mas no mundo do futebol, se você diz, acabou”, disse há alguns meses ao jornal francês ‘Le Parisien ‘.

Ídolo do Manchester United revela caso de homofobia em clube inglês: "Não tomam banho com gays"
Reprodução

Do Senegal para França

Evra começou sua carreira no futebol jogando por terra natal clube CO Les Ulis. Depois de jogar nas ruas por ano, ele foi levado para o clube pelo amigo Tshymen Buhanga, que informou ao treinador do clube: “Eu vou lhe trazer o novo Romário”. Evra passou um ano no clube sob o olhar do técnico Jean-Claude Giordanella, que mais tarde se tornou vice-presidente do clube. Giordanella descreveu o jogador como mais quieto, quase tímido.

Evra continuou jogado futebol como atacante, durante o treinamento em Les Ulis, passou por testes com profissionais clubes Rennes e Lens. Após a conclusão das avaliações, Evra foi rejeitado principalmente devido ao seu tamanho. Em 1993, ele se juntou ao um clube amador: CSF Brétigny baseada no Brétigny-sur-Orge. Similar ao seu stint com Les Ulis, Evra entrou em testes com vários clubes, sobretudo Toulouse e Paris Saint-Germain. Ele finalmente assinou com um clube profissional.

MixBrasil
MixBrasil
Fundado em 1994, o MixBrasil é o primeiro portal de informações e cultura LGBTQIA+ do Brasil

Deixe uma resposta

- Publicidade -
- Publicidade -

Latest News

Virada Cultural 2022 terá Gloria Groove, Ludmilla e outros artistas LGBTQIA+

No próximo sábado (28) e domingo (29), além de Gloria Groove e Ludmilla, nomes como Filipe Catto, Potyguara Bardô, Luísa Sonza, Majur, Vitão e Pocah também se apresentam na Virada Cultural de SP

More Articles Like This

- Publicidade -