A cabo trans Allanis Costa volta a seu cargo na Marinha

A reintegração decretada pela Justiça, abre caminho para outras semelhantes nas Forças Armadas

LEIA TAMBÉM

- Publicidade -
- Publicidade -

A cabo Allanis Costa foi afastada da Marinha, depois de, com coragem e coerência, ter informado a seus superiores sobre a transição de gênero.

Imediatamente, entrou em licença médica, que foi sendo renovada durante seis anos, apesar de se encontrar em perfeita forma física.

Na ativa desde 2010, foi promovida a cabo em 2015 e continuou a usar uniforme e nome masculinos.

A cabo trans Allanis Costa volta a seu cargo na Marinha
A cabo trans Allanis Costa volta a seu cargo na Marinha – Reprodução

Ela não pode ser entrevistada por ser militar, mas sua advogada afirmou, em conversa com o site G1:

“A Marinha colocou Allanis de licença e seguiu renovando. Quando chegou a dois anos sem ter alta, foi reformada por pura discriminação, sem que tivesse doença nenhuma. Alegaram doença mental, mas ser transexual não é considerado ter doença mental. Houve ilegalidade tanto em colocá-la de licença, quanto na reforma”.

A decisão da juíza Ana Carolina de Carvalho, da 1a Vara Federal de Magé – RJ, a reintegra ao serviço ativo como Operadora de Sonar, com os devidos reajustes financeiros, torna obrigatório o uso do nome social, concede dispensa do corte de cabelo e permite o uso de maquiagem.

Allanis está apta para participar do próximo exame de admissão ao Curso de Formação de Sargentos.

Um desrespeito da decisão e descumprimento do devido prazo de dez dias tem multa diária de 5 mi reais.

Deixe uma resposta

- Publicidade -
- Publicidade -

Latest News

Virada Cultural 2022 terá Gloria Groove, Ludmilla e outros artistas LGBTQIA+

No próximo sábado (28) e domingo (29), além de Gloria Groove e Ludmilla, nomes como Filipe Catto, Potyguara Bardô, Luísa Sonza, Majur, Vitão e Pocah também se apresentam na Virada Cultural de SP

More Articles Like This

- Publicidade -